Cloud Computing: Com os pés no chão

Marcelo Kawanami fala sobre a tendência tecnológica que envolve recursos financeiros, infraestrutura, meio ambiente e novas soluções para o setor de TI

Mais uma vez, vou publicar aqui um artigo preparado pelo analista Fernando Belfort, que participou do Comitê de TI da Câmara America de Comércio (AMCHAM) que teve como tema Cloud Computing, contando com uma apresentação do Presidente da Cisco do Brasil, Rodrigo Abreu. A apresentação foi extremamente contemporânea e interessante e a interação com os participantes foi acima da média mostrando o grande interesse sobre este conceito. Segue abaixo os principais temas expostos pelo executivo da Cisco.

Primeiramente é muito importante destacar que Cloud Computing é um conceito que usa uma séria de tecnologias e soluções já vistas no passado como as utilizadas no mainframe, em virtualização, serviços sob demanda e altamente escaláveis. Esta noção de “computação em nuvem” só tornou-se possível devido a virtualização e ao alto poder de processamento, armazenamento e comunicação de redes e plataformas.

Os principais impulsionadores desta tecnologia são:

- O aumento exponencial do número de servidores no mundo (somente o governo federal dos EUA gerencia 600 mil servidores);
- As altas taxas de ociosidade de servidores;
- O aumento do consumo de energia, custos com refrigeração de datacenter e com manutenção de servidores;
- O aumento da complexidade de ambientes de TI e a necessidade de picos de desempenho;
- A crise econômica;
- O conceito de TI Verde.

Alguns dos fatores que inibem a adoção deste conceito também foram destacados:

- Segurança e controle do ambiente;
- Qualidade e níveis de SLA;
- Compliance.

Alguns exemplos de componentes de TI que tem maior potencial de estarem na “nuvem” já no curto prazo: desenvolvimento e teste de aplicativos, grid computing, desktops virtuais, aplicativos web que tem alta sazonalidade, armazenamento de conteúdo, soluções de disaster recovery e continuidade de negócios.

Exemplos práticos de ofertas de Cloud Computing já disponíveis:

- Software as a Service (SaaS): aplicativos para usuários finais como CRM da Salesforce.com e Webex da Cisco;
- Platform as a Service (PaaS): plaatforma para desenvolvedores como Google Application Engine e Microsoft Azure;
- Infrastructure as a Service (IaaS): infraestrutura sob demanda, como o Amazon Web Services.

Este mercado tem uma expectativa de forte crescimento já em 2010. Esta tecnologia beneficia inúmeros tamanhos e diversas verticais, entre as quais algumas tiveram destaque:

- SMB: empresas com budget de TI reduzido podem contar com tecnologia de ponta, pagando mensalidades proporcionais ao seu consumo;
- Enterprise: ganhos com economias de escala e redução da complexidade de suas operações;
- Provedoras de serviço: gestão da infraestrutura “na nuvem” de clientes de médio e grande porte.

Marcelo Kawanami - É gerente de pesquisa da Frost & Sullivan para o mercado de TI na América Latina. Na companhia desde 2005, é responsável por estudos e projetos de consultoria na área de tecnologia da informação que auxiliam as tomadas de decisões e o planejamento estratégico das principais prestadoras de serviço e provedores de software e hardware.

E-mail: marcelo.kawanami@frost.com.
Publicação: IT Web.
Enviado em 06/05/2010.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone